sábado, 6 de fevereiro de 2010

Reflexões:

Esta UC fez-me sentir uma verdadeira exploradora de um admirável mundo novo.
Sem Medos, saltei o muro e lancei-me na floresta digital!
Comentários à UC:
A bibliografia disponibilizada foi muito elucidativa, despertando a reflexão e as actividades muito pertinentes. Os conteúdos analisados nos textos e posteriormente discutidos em grupo, conduziram a reflexões muito enriquecedoras. Estas levaram-me a (re)ver a minha atitude em relação a estes recursos digitais no meu quotidiano e em sala de aula; a perceber as suas valências e urgência em ( re)considerá-los nas práticas pedagógicas. E digo reconsiderar porque esta UC permitiu-me reconhecer vantagens nos recursos digitais sobre os quais nunca me tinha debruçado.
Gostei sobretudo das actividades de carácter mais prático: análise de sites sociais de jovens e produção do e-portefólio: analisar e comparar sites; editar um blogue, explorar as suas funções, colocar imagens, vídeos, links...
Por fim inseri este vídeo no espaço da minha reflexão, porque penso que sintetiza os conteúdos discutidos a partir dos textos lidos, nomeadamente a influência dos média digitais na construção da identidade social dos jovens.
Considero também que pode ser um óptimo recurso a utilizar com os alunos para debate em sala de aula ou na biblioteca da escola.
video
Antes de terminar e a propósito da rentabilização dos recursos digitais por parte das bibliotecas escolares e da importância destes na construção de novos saberes, transcrevo um artigo publicado por Fernando Carmo ( Gabinete RBE) na Newsletter RBE, nº5. Julho 2009:
" É preciso ter consciência dos desafios que a sociedade da informação coloca às bibliotecas, destacadamente o ambiente digital que hoje avança inexoravelmente como uma onda que vai progredindo a uma velocidade cada vez maior e que é preciso acompanhar para não soçobrarmos nela. [...] O futuro depende da capacidade das instituições e dos indivíduos se organizarem em rede e de trabalharem em parceria na construção de novos saberes e de uma sociedade mais justa."

Sem comentários:

Enviar um comentário